MERCADO IMOBILIÁRIO: POR QUE O GIGANTE ACORDOU?

É indiscutível a importância do mercado imobiliário – e da indústria imobiliária como um todo – para o desenvolvimento de um país. Prova disso é a grande contribuição do setor da construção civil para os números do fantástico PIB chinês.

No Brasil, a roda começou a girar com o controle da inflação, ou seja, alguns anos após o Plano Real de 1994. Isto porque, até então, não havia interesse dos bancos em financiar o setor, especialmente em relação ao consumidor final.

A falta de interesse dos bancos era motivada por alguns fatores bem conhecidos:

1)      Insegurança jurídica dos contratos de financiamento: além da inadimplência, provocada basicamente pelo desemprego e descontrole dos preços, boa parte deles era questionada na justiça em relação à forma de correção das prestações.

 

2)      A retomada do imóvel do mutuário inadimplente era muito difícil: a dívida era garantida através de hipoteca. Ou seja, a propriedade era transferida ao comprador, antes mesmo dele ter quitado o preço.

 

3)      O paternalismo do Estado brasileiro parecia acolher a ideia de que o mutuário era uma “vítima” do sistema. Como se sentissem culpados pelo desemprego e pela inflação, os governos nada faziam para encontrar uma saída jurídica que resolvesse definitivamente a situação.

 

4)      Em meio à ciranda inflacionária, era muito mais fácil e lucrativo para os bancos concentrar suas atividades nas aplicações e atividades financeiras de curto prazo.

 

Diante desse quadro, eram raríssimos os contratos de financiamento e as vendas de imóveis eram feitas basicamente à vista.

O interessado em adquirir um imóvel, poupava durante muitos anos para acumular os recursos necessários para a compra. Quando, finalmente, ele sentia-se preparado para realizar seu sonho, muitas vezes se deparava com preços que tornavam inúteis seus esforços de poupança.

Em uma economia totalmente desorganizada, onde houve até confisco de poupança, e sem uma política de incentivo ao crédito, não é difícil entender porque, praticamente, não havia mercado imobiliário no Brasil.

 

Claudio Antonio Brandão

Diretor de Vendas CMB IMÓVEIS

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: